[ 4 mensagens ] 

Índice do fórum : Produção Musical (Music Production Program - MPP) : Pré-Produção (MPP110)

Autor Mensagem
 Título: Arriscar ou não.... eis a questão!!!!
MensagemEnviado: 05 Mai 2008, 18:37 

Registrado em: 01 Nov 2007, 07:49
Mensagens: 36
Localização: Embú
Infelizmente não pude participar do chat de domingo do curso de produção, mas ao ler depois, me deparei com a discussão a respeito dos fatores, que levam em uma determinada época, artistas e produtores a repetirem determinadas fórmulas, de mix, letras, composição, para não correrem riscos comerciais.

Vcs já viram isso?
http://www.thewebshite.net/nickelback.htm

A análise das referências, é umas das principais ferramentas de produção, eu, em minha humilde opinião, entendo que essas referências devam ser usadas como pontos de partida para um determinado projeto, mas, até que ponto isso é válido artisticamente?

Esses trabalhos, que mais parecem saídos de uma linha de montagem, não estariam fadados, ao sucesso e esquecimento relâmpagos?

O novo, que pode ser o velho reformulado (tipo Amy Winehouse), não tem mais aceitação do que a repetição? Ou em time que está ganhando não se mexe? (tipo a onda emo nacional)


Back to top
   
 
 Título: Re: Arriscar ou não.... eis a questão!!!!
MensagemEnviado: 12 Mai 2008, 13:58 
Bronze

Registrado em: 29 Out 2007, 12:26
Mensagens: 243
Localização: São Paulo, Brasil
Edson, eu vejo as referências como uma ferramenta de COMUNICAÇÃO entre artista e produtor.

Ela pode ser muito valiosa no sentido de economizar tempo, experimentações, diálogos pouco claros, objeivos, timbres.

Agora, repetir, copiar, inovar, plagear, etc... seriam assuntos para outras discussões.
Eu acho difícil nessa altura do campeonato alguém criar algo totalmente original.
Alguém já dizia que os bons compositores são aqueles que copiam, mas os melhores são aqueles que roubam descaradamente ;-)

Toda música está inserida em um contexto - público, história, cultura, costumes, memórias, lembranças..... Cabe ao artista e ao produtor tomarem a decisão se o objetivo de um trabalho está claro e quais as repercussões que ele pode causar.
Se as decisões forem conscientes, então terão meio caminho andado.

Na minha opinião, o grande problema da produção musical é que músicas são feitas sem ao menos estudarem qual o objetivo, para que público, que mensagem deve passar etc.
Por outro lado, existem MUITAS músicas muitas vezes chamadas de fracas, de baixa qualidade, repetitivas - que porém cumprem sua função muito bem. Não devemos valorizar isso também?

É importante separar a PRODUÇÃO MUSICAL dos conceitos de MÚSICA BOA/QUALIDADE/ORIGINALIDADE. É importante sim, dominar a arte e técnica da Produção Musical para que, qualquer que seja o objetivo, seja feito da melhor maneira possível - com eficiência, poder emocional de atingir um público, qualidade técnica/acústica compatível, economizando tempo e dinheiro.


Abs

_________________
Dennis Zasnicoff
Produtor Musical


Back to top
   
 
 Título: Re: Arriscar ou não.... eis a questão!!!!
MensagemEnviado: 01 Jul 2008, 12:37 
Bronze
Avatar do usuário

Registrado em: 27 Out 2007, 13:58
Mensagens: 117
Localização: Zürich - New York - São Paulo
Ola Edson

Tem duas maneiras de produzir: de fora para dentro ou de dentro para fora. A primeira seria um pouco a que vc esta se referindo - aplicar formulas que funcionavam no passado a uma música a ser produzida. Esta abordagem esta muitas vezes impondo algo alheia a musica (o que eu chamo de estupro musical).

A segunda maneira é a maneira que ensinamos aqui na academy, de procurar a entender a música e deixar a música sugerir a abordagem natural a ela. Isso é muito vantajosa, pq acaba sendo mais original e bem mais orgânica que a primeiria abordagem.

Mesmo nesta segunda abordagem orgânica, usamos referencias, para poder fazer certas decisões. Como o Dennis indicou acima, estes ajudem na comunicar entre o cliente e o produtor ou produtor e músicos. Estes são usado tb para definir o escopo do trabalho e tem valor num contrato, etc.

Pode-se usar as referencias para procurar algumas ideais especificas, referente ao arranjo, um bassline, os backing vocals, etc. O que eu evito seria impor um contorno emocional a musica, parecido ao exemplo seu.

Como um bom trabalho original, vc deveria usar varias referencias para aspectos de produção bem específicos e trata-los como 'ponto de partida' para o seu trabalho. Desta forma vc consegue progredir mais rápido dentro do seu projeto!

Ao final, inegavelmente temos sempre as nossas referencias implícitas presentes. Nada se crie num vácuo. O exercício de deixar elas mais explicita pode ajudar muito no processo de criação, desde que vc continue estar no comando e não deixar elas tomar conta da sua produção.

Abs,

_________________
Omid Bürgin ................ www.omidburgin.com
OMiDAcademia de Áudio .. www.academiadeaudio.com.br


Back to top
   
 
 Título: Re: Arriscar ou não.... eis a questão!!!!
MensagemEnviado: 01 Ago 2008, 12:34 

Registrado em: 01 Ago 2008, 12:27
Mensagens: 1
Acho que ter referências específicas é muito bom para se localizar, não em termos do forma somente mas principalmente em questões como: pressão sonora, precisão rítmica, sentir se a música tem pegada, se as intenções soam bem concisas!


Back to top
   
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
   [ 4 mensagens ] 

Índice do fórum : Produção Musical (Music Production Program - MPP) : Pré-Produção (MPP110)


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
cron